As tecnologias e os passivos / ativos criadores de conteúdo

Em época de cultura digital, na definição melhor do termo criado por mim em que tudo o que você cria de forma digital deverá ser interpretado como cultura, acredito que isso estimule sobremaneira a criação de conteúdo. Mas tem lá suas ressalvas.

Primeiro, acho que a maioria das pessoas de posse de um smartphone não podem ser considerados artistas, por mais que gerem conteúdo. Geralmente estamos falando que pessoas que postam fotos no Instagram, sorrindo para o prato de comida ou mostrando copo de bebida na balada. Para mim, é de uma pobreza extrema de espírito, mas essa tendência a julgar não deve ser reforçada (sou meio preconceituoso nesse sentido).

Porém, as ferramentas digitais atuais, por mais que tenha que sofrer na mão da maioria das pessoas que a tudo vulgarizam, são também excelente oportunidade para fotógrafos, tatuadores, modelos, profissionais de criação ou arquitetura/paisagismo divulgarem seus trabalhos. Isso apenas em se tratando do Instagram.

Temos também diversos profissionais liberais e técnicos que utilizam das redes sociais para gerar conteúdo profissional que são localizados por pessoas com alguma necessidade (esses dias peguei de um advogado em um fórum jurídico um modelo de carta de anuência que, de outra maneira, teria que gastar com algum advogado ou pedir como favor para alguém).

Além disso, temos uma geração inteira de criadores de conteúdos principalmente na plataforma do YouTube, que falam dos mais diversos assuntos, seja dos mais triviais como trasmissão de jogos eletrônicos, mas também cientistas, psicólogos, historiadores, jornalistas.

Para um site jornalístico, temos como principal ferramenta o WordPress, usado aqui nesse blog, e muitos jornalistas sairam dos grandes portais para tentar carreira solo.

Acredito que, por mais que haja uma grande maioria de usuários passivos usando as tecnologias digitais, a possibilidade de criação está lá, no bolso de todos os próximos fotógrafos, jornalistas, ou criadores de conteúdo em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *