Enfim, acabou as eleições, hora do “Churrasco da Discórdia”

Muitas brigas, muitas saídas do whatsapp, discussões no Facebook e até tapas na cara. Pareceu uma eternidade, mas acabou. Porém, esse post não é para os neo-proto-facistas que votaram no Bolsonaro, nem os petralhas alimentados com pão com mortadela que votaram no Haddad.

Esse post é para você, que não perdeu as estribeiras nem acabou amizades. É para aquelas tias sensatas, que não entravam na discussão do grupo da família, porque tinham mais o que fazer. É para você, mãe, que teve que apartar a briga dos filhos na base do “Vocês vão me matar”. É para aquele amigo do grupo, que na discussão do bar, estava mais preocupado em ser visto pelo garçom para pedir mais uma gelada. Você tem uma missão!

Isso mesmo! Cabe a você tentar restaurar as velhas amizades e os laços de família que foram desintegrados pelo ódio dessa polarização. Você tem uma missão soberana, fraterna e de amor ao próximo. Deus (ou deuses, ou seus genes, como você preferir) te deu essa paciência, esse sossego interior de quem estava mais preocupado em pagar as contas a convencer alguém de votar left ou right.

Para isso, vamos te dar uma dica: que tal usar para isso a primeira e verdadeira rede social do ser humano? Ela mesmo, a churrasqueira! Desde tempos remotíssimos, fazer uma fogueira, sentar em volta esperando a carne assar e jogar conversa fora foi o que estreitou os laços dos humanos.

É você quem devem promover o que chamo de “Churrasco da Discórdia”. Colocar todo mundo em volta da churrasqueira, aparar as arestas e preparamos para o que está por vir.

Espaço ou estrutura não podem servir de desculpas

Deve haver algumas táticas e precauções a se tomar:

  • Chame as pessoas individualmente, tomando o cuidado de marcar horas diferentes para cada uma delas;
  • Se ofereça para buscar 1 ou mais pessoas, assim um carrancudo, vendo o carro do novo inimigo, não vai dar a volta no quarteirão e vazar;
  • Retire facas, tesouras e objetos cortantes do local do churrasco, deixando apenas a faca do churrasqueiro (no caso, você) aos seus cuidados e não vacile com ela;
  • Compre tudo descartável! As carnes serão apenas espetinhos. Peça para os convidados trazerem latas de cerveja. Nada de long-neck’s ou litrão;
  • Evite o assunto “Política” até estar todo mundo bêbado. As desavenças só são superadas quando passadas a limpo a base do álcool. Lembre-se da máxima: bebida entra, verdade sai;
  • Se tiver dinheiro, contrate uma empresa de segurança.

Esta é a última chance de pessoas brigadas voltarem a se falar. Caso a sua festa acabe em briga, você pelo menos fez a sua parte com o churrasco da discórdia.

Boa Sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *